Bitcoin: mais de 3 trilhões de dólares em pagamentos, em 2018.


US$ 3,2 trilhões em pagamentos de bitcoins processados em 2018: a criptomoeda é uma versão melhor do ouro?

Em 2018, mais de US$ 3,2 trilhões em pagamentos foram processados com Bitcoin na rede pública do blockchain, segundo a agência CCN.

O alto volume de transações da criptomoeda dominante demonstrou a eficiência do ativo como um método de pagamento internacional e como uma alternativa aos sistemas de liquidação existentes para pagamentos internacionais.

Bitcoin é uma versão mais eficiente do ouro?

Muitas vezes, o Bitcoin é comparado ao ouro como reserva de valor e meio de troca. Ambos os ativos não são afetados pelo desempenho do mercado financeiro em geral e não estão correlacionados com os veículos de investimento tradicionais.

Mas, pode-se argumentar que o Bitcoin é uma versão mais eficiente do ouro por causa de sua capacidade de funcionar como um meio de troca e um sistema de pagamento internacional.

Em novembro de 2018, a Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo, enviou US$ 600 milhões com uma taxa de US$ 7, processando bem mais de 107 mil Bitcoins em uma hora.

Para uma quantia similar ser processada usando ouro ou serviços financeiros tradicionais, provedores de serviços terceirizados e reguladores devem estar envolvidos, resultando em um longo processo de lidar com papelada e atividades relacionadas à compliance.

A eficiência de lidar com grandes transações, incluindo as internacionais, permitiu que a rede Bitcoin atingisse um volume de US$ 3,2 trilhões no ano passado, registrando um aumento médio anual de 2,91%.

Nem todo mundo está convencido.

Falando à Bloomberg, Huw van Steenis, conselheiro sênior do Bank of England Governor, disse que criptomoedas como Bitcoin não passam por testes fundamentais de serviços financeiros.

Com ênfase no futuro brilhante do setor de fintech, o consultor disse: “Eu não estou tão preocupado com criptomoedas. Elas falham nos testes básicos dos serviços financeiros. Elas não são uma grande unidade de troca, elas não têm valor e são mais lentas”.

No entanto, a alegação de que as criptomoedas são mais lentas no processamento de transações em comparação aos serviços financeiros tradicionais é altamente imprecisa.

Os sistemas de liquidação, como a rede SWIFT, requerem um mínimo de três a cinco dias úteis para transferências eletrônicas internacionais, enquanto o Bitcoin e outros ativos digitais normalmente podem liquidar pagamentos em uma hora.


Guia da Crypto